Alunos do Bandeirantes Participam de Abertura de Exposição na USP

Juliana Cezar Mileo e Lucas Marcon, alunos do Ensino Médio do Bandeirantes, à convite da professora de arte e curadora da mostra Gisele Ottoboni, participaram, no dia 01 de fevereiro, da abertura da exposição “Memórias Gravadas: a história de Ruth.”26

Juliana Mileo fotografou o evento, enquanto Lucas Marcon recepcionou os convidados, ao som de seu violão, com repertório autoral. Ambos abrilhantaram o evento com sua simpatia, talento e profissionalismo.

A artista Ruth Sprung Tarasantchi expressou sua satisfação e alegria ao conhecer os jovens que colaboraram para o sucesso da abertura da exposição: “Fiquei encantada com o talento e o carinho dos alunos da Gisele.”

A exposição contou com a presença dos familiares da artista, amigos, jornalistas, fotógrafos, artistas, museólogos, historiadores e críticos de arte.

22

Gisele Ottoboni, Lucília Torres, Renato Hofer, Paula Gabbai, Ruth Sprung, Vera Montanha e seu marido, Lívia Gabbai e |Gilberto Tomé Designer da Fonte Design.

 

Os presentes tiveram o privilégio de ouvir as explicações e narrativas da artista, que fez questão de acompanhar os visitantes durante todo o evento.

7

Ruth apresentando sua obra para os convidados. Foto: Juliana Cezar Mileo.

A exposição contou com a presença da amiga de infância de Ruth, a senhora Mirta Schuwartz, uma das protagonistas da “História de Ruth” durante o período de aprisionamento no Campo de Concentração de Ferramonti na Itália, na II Guerra Mundial.

11

Mirta Schuwartz se emociona ao ver a foto dos pais de Ruth, Paula e Rodolfo Sprung, com quem conviveu durante a infância em Ferramonti.

A exposição apresenta em destaque o álbum de gravuras que narra a história da artista de origem judaica. As imagens trazem momentos marcantes de sua infância em Bugojno, na antiga Iugoslávia, e momentos vividos na Itália até sua chegada ao Brasil em 1947.

28

Vista parcial da exposição.

A professora Iole Di Natale e seu esposo Frederico parabenizam Ruth e Cristina Antunes, curadora da Biblioteca Brasiliana, que prestigiou a abertura da exposição.

27

A diretora do MAB – Museu de Arte Brasileira da FAAP, a museóloga Maria Izabel Branco Ribeiro, uma das colaboradoras da mostra, encantou-se com a beleza e expressividade das gravuras de Ruth.

23

Maria Izabel Branco Ribeiro aprecia a exposição com comentários de Ruth.

Representando os amigos do Museu Judaico de São Paulo, as museólogas Roberta Sundfeld, Bia Blay e a jornalista Tânia Tarandasch ficaram impressionadas com a integração da expografia ao espaço expositivo.

25

Roberta Alexandr Sundfeld, Gisele Ottoboni, Ruth Sprung e Ana Niemeyer.

Todas as imagens desta publicação são de autoria de Juliana Cezar Mileo.

26

A exposição permanece em cartaz até dia 27 de março na Galeria BNDES, que fica na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin da USP.

Endereço: Rua da Biblioteca, s/n. Cidade Universitária. São Paulo.

Telefone: 11 3823-4732

http://www.brasiliana.usp.br/

Horário de funcionamento: segunda à sexta das 9h às 20h; sábados, das 9h às 13h; fechada aos domingos e feriados.

Entrada gratuita

 

 

Professora de Arte Gisele Ottoboni expõe gravuras no SESC Pompeia

A partir do dia 15 de março, o SESC Pompeia apresentará uma exposição de gravuras feitas por alunos do renomado artista Evandro Carlos Jardim, que é professor no local desde 1995. A mostra, que marca os 30 anos do Ateliê de Gravura do SESC, conta com mais de 60 artistas em exposição; entre eles está a professora de Arte do Band, Gisele Ottoboni.

gravura

“Participarei com uma série de gravuras que representam os ninhos de pássaros, além de uma com o tema da melancolia. Estarei presente no dia 15 para conversar com os visitantes, explicando um pouco mais sobre os meus trabalhos”, conta Gisele.

A exposição poderá ser visitada, na Oficina de Criatividade do SESC Pompeia, de 15 de março até 16 de junho, de terças a sextas, das 9h30 às 21h. Já aos sábados, domingos e feriados o horário é das 9h30 às 18h.