K-Pop na Semana de Humanidades

A Semana de Humanidades e o departamento de Artes convidam todos os alunos do ensino fundamental para aprenderem uma coreografia de K-Pop esta semana na sala E1 durante o intervalo.

As mini aulas serão ministradas pela nossa estagiária de Artes Bianca de Santi entre hoje e a próxima quinta-feira entre 15h30 e 16h.

Na próxima sexta-feira a coreografia aprendida será apresentada no pátio do colégio também no intervalo. Não precisa se inscrever, basta comparecer e dançar junto!

Ensaio – Coreografia de K-Pop
De 25 a 28/09, das 15h30 às 16h (intervalo)
Sala E1

Apresentação no pátio do Band
Dia 29/09, às 15h30

 

Telas do Prof. Pedro Leão em exposição

Estão em exposição desde o final do 4º bimestre, na sala dos professores, três telas de autoria do professor Pedro Leão, do departamento de Artes do Band. Produzidas com uma variedade de materiais que vão da tinta a óleo à aquarela, as telas têm uma coisa em comum: a figura da atriz italo-brasileira Nydia Lícia 

Nascida em Trieste, na fronteira entre a Itália e a Áustria, Nydia mudou-se com a família para o Brasil na década de 30, aos 13 anos de idade, fugindo do crescente fascismo italiano. Anos depois, viria a trabalhar no Ministério da Cultura e, sob o comando de Pietro Maria Bardi, integraria o grupo de profissionais que fundou o MASP. Ainda no Museu, conheceu artistas do porte de Di Cavalcanti, Oswald de Andrade, Flávio de Carvalho, Aldemir Martins, Marcelo Grassmann, Lasar Segall e Tarsila do Amaral, entre muitos outros. Mas o contato com uma geração jovem de artistas de diversos meios a levou ao que viria a ser sua paixão profissional: o teatro. Nydia participou dos primeiros grupos profissionais de teatro no Brasil. 

Eram grupos compostos de pessoas que ganhavam a vida no palco, ao contrário do teatro feito até então por amadores, que tinham outros empregos fixos durante o dia e encaravam o teatro como um passatempo nas horas vagas. Grupos como o TBC (Teatro Brasileiro de Comédia) de Nydia estavam surgindo em muitas cidades grandes do país na época. E do encontro entre grupos de São Paulo e do Rio de Janeiro, Nydia conheceu o ator Sérgio Cardoso, que viria a ser seu marido. Juntos, fundaram a Compania Nydia Lícia – Sérgio Cardoso em um teatro no bairro da Bela Vista, em São Paulo. A Compania trabalhou com grandes atores da época como Cacilda Becker, Walmor Chagas e Maria Della Costa. O teatro da Compania é hoje conhecido como Teatro Sérgio Cardoso. O casal teve uma filha antes de se separar. Sérgio Cardoso morreu em 1972, quase dez anos antes de conhecer o primeiro de seus dois netos, Pedro Cardoso Leão, que hoje dá aulas de Arte no Band.

Já Nydia continuou a trabalhar no teatro por mais cerca de 40 anos, entre produções de teatro infantilparticipações na TV culturaou lecionando no Teatro Escola Célia Helena e na FAAP.  

Nydia Lícia faleceu há quase um ano, no dia 12 de Dezembro de 2015, aos 89 anos de idade. Além de sua intensa atuação nas artes, ela incentivava seus dois netos a trilharem seus próprios caminhos expressivos. Pedro interessou-se pelas artes plásticas, tornando-se professor do Band em 2012. Ele mantém até hoje seu ateliê na casa da avó. Seu irmão João desenvolve uma carreira como músico, tocando hoje na banda da cantora paulista Céu. Recebeu treinamento vocal da avó.  

A exposição marca esse período de um ano sem a atriz e comemora essa relação pessoal entre o professor Pedro e sua avó Nydia. As telas tomam como base para sua criação imagens do extenso arquivo de fotos de Nydia, assim como elementos de folhetos e programas das peças. As três telas representam as peças “A Raposa e as Uvas“, na qual Nydia aparece junto com Sérgio Cardoso; “Chá e Simpatia“, onde Pedro substitui o ator Jorge Fischer para colocar-se ao lado da avó ainda jovem; e “Entre Quatro Paredes“, na qual figuram Nydia, Sérgio e Cacilda Becker.  

As telas devem ficar na sala dos professores até o dia 21 de Dezembro. 

Exposição dos alunos no Memorial da América Latina: “Colores, Sabores y Ritmos”.

Entre os dias 24 de outubro e 4 de novembro, permaneceu no Memorial da América Latina a exposição de fotos Colores, Sabores y Ritmos: la poesia de los sentidos captada por jóvenes fotógrafos. A exposição apresentou 40 fotos de alunos do 8º ano do Colégio, selecionadas entre todas as turmas.

A parceria entre os departamentos de Artes e Espanhol e o Memorial começou em 2008 e o projeto já está em sua 8ª edição.

Pais e alunos prestigiam a exposição no Memorial da América Latina.

Pais e alunos prestigiam a exposição no Memorial da América Latina.

As turmas de 8º ano começaram a trabalhar no projeto no segundo bimestre do ano, lendo textos de autores de língua hispânica como Frederico Garcia Lorca, Gabriel Garcia Marquez, Gabriela Mistral, José Martí, Laura Esquivel, Pablo Neruda, Ruben Dario e Sór Juana Inés de la Cruz. Após trabalhar a compreensão dos textos nas aulas de Espanhol, os alunos produziram fotografias neles inspiradas, usando exercícios de criatividade nas aulas de Artes. O resultado abrange diversos tipos de fotografias, de imagens emotivas, familiares e pessoais; até imagens abstratas de uma leveza incomum para a idade dos fotógrafos.

As fotos dos alunos foram selecionadas pelos professores das duas disciplinas entre os meses de agosto e setembro, e a exposição foi montada para ser aberta no dia 24 de outubro. O ponto alto do projeto é a noite de abertura da exposição. Com as fotos já expostas na Biblioteca Victor Civita, no Memorial da América Latina, a exposição conta com um coquetel de abertura e entrega de certificados para os alunos selecionados. Nesse ano, o coquetel ficou a cargo da Lex’Rock Bakery, e a abertura teve a participação dos músicos do grupo Soprando Cordas.

Professores encabeçam a entrega dos certificados aos alunos no Memorial da América Latina.

Alunos recebem o certificado referente à participação na exposição.

 

20161024_191459

Coquetel de abertura produzido pela Lex’Rock Bakery.

Minibrownies para adoçar…

 

Um dos quitutes temáticos do coquetel: chips de banana da terra com agliatta.

Além do aprendizado nas duas matérias, o objetivo do evento é oferecer aos alunos uma experiência mais próxima à de uma exposição profissional, proporcionando um contato diferente com uma importante instituição cultural e valorizando o trabalho dos alunos ao levá-lo para além do espaço do Colégio.

A equipe da Biblioteca Victor Civita e do Memorial, por meio do trabalho de Fernando Gamba, tem acolhido o projeto com gosto desde seu início, sendo o Bandeirantes o único colégio que desenvolve esse projeto no Memorial. Pais e alunos reconhecem esta como uma experiência única, um privilégio do Band.

_dsc0071 _dsc0072

Alunos expõem obras tridimensionais no “Jardim dos Objetos”

“Jardim dos Objetos”: construções feitas pelos alunos do 6o ano nas aulas de Artes do 3o bimestre.

Inspirado no Jardim de Esculturas do MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, no Parque do Ibirapuera, ocupamos áreas verdes do colégio com trabalhos feitos pelos alunos do 6º ano nas aulas de Artes do 3o bimestre.

Exposição montada no pátio do colégio.

Exposição montada no pátio do colégio.

São construções com retalhos de madeira, argila, arame, barbante, pregos, palitos e uso de caneta 3D. Os alunos trabalharam em grupo e exploraram as possibilidades expressivas dos materiais e a tridimensionalidade criando simbologias, representações e metáforas com muita criatividade e bom humor. 

Aproveitem a manhã do próximo sábado, dia 24 de setembro, para conhecer o “Jardim dos Objetos” do 6º ano no pátio do Colégio Bandeirantes.

Veja abaixo algumas imagens do processo de construção dos objetos pelos alunos:

img_4285

img_4246

Uso de caneta 3D pelos alunos durante o processo de construção.

img_4609

Ocupação dos jardins do colégio pelos objetos criados pelos alunos.

Primeiro contato dos alunos com seus trabalhos em exposição.

 

1º Prêmio de Vídeo do Band

Os alunos do 9º ano encontraram uma mensagem inusitada na última página da prova de Artes do 2º bimestre de 2016. Depois de uma questão da prova estabelecer um cenário hipotético de uma premiação por voto popular dos vídeos produzidos pelos alunos durante o primeiro semestre, os alunos foram instruídos a acessarem suas contas do Mosyle assim que voltassem para casa depois da prova. Lá estavam as instruções para o voto popular do 1º Prêmio de Vídeo do Band.

A iniciativa visa premiar os melhores vídeos do semestre em diversas categorias e incentivar a melhora constante das produções. As equipes de produção ganhadoras levaram neste ano pequenas estatuetas de papel do Oscar, o prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos. Para dar gosto ao prêmio, a base da cada estatueta era um brownie com gotas de chocolate belga da Lex’Rock Bakery. Além disso, os vídeos ainda serão divulgados por aqui no blog e no Facebook do professor Pedro Leão, com resenhas a respeito dos vídeos, gerando assim visibilidade para os trabalhos dos nossos jovens cineastas.

A proposta dos vídeos de primeiro semestre era refletir sobre as estratégias e dificuldades da produção de vídeos através de um exercício de criação totalmente livre a não ser pela exigência de que cada vídeo seguisse um de seis gêneros cinematográficos sorteados entre as equipes: ação, comédia, drama, ficção científica, musical e terror.

Veja abaixo os nossos premiados de 2016:

Melhor Vídeo de Ação
9B – AMI-Serviços Secretos
https://youtu.be/bY5W-161MbA

Melhor Vídeo de Comédia
9F – Nossa SP de Cada Dia
https://youtu.be/sJ_6kgBUDiU

Prêmio de Melhor Vídeo de Comédia: Pedro F., Henrique, Eric, João Vito, Pedro C., Rafael (9F).

Prêmio de Melhor Vídeo de Comédia: Pedro F., Henrique, Eric, João Vito, Pedro C., Rafael (9F).

Melhor Vídeo de Drama
9D – De novo
https://youtu.be/yzuaQKgBN0o

Prêmio de Melhor Vídeo de Drama: Letícia, Julia, Taiza, Kyra, Nicole, Luana, Isabel (9D).

Prêmio de Melhor Vídeo de Drama: Letícia, Julia, Taiza, Kyra, Nicole, Luana, Isabel (9D).

Melhor Vídeo de Ficção Científica
9H – Universos Interligados
https://youtu.be/oYjO28Qd7pw

Prêmio de Melhor Vídeo de Ficção Científica: Tomas, Beatriz, Isabel, Emanuela, Nina, Ana Clara, Victoria (9H).

Prêmio de Melhor Vídeo de Ficção Científica: Tomas, Beatriz, Isabel, Emanuela, Nina, Ana Clara, Victoria (9H).

Melhor Vídeo Musical
9F – À Flor da Pele
https://www.youtube.com/watch?v=LkZGQcNxbEI

Prêmio de Melhor Vídeo de Musical: Diego, Giovanna, Flávia, Carolina, Ingrid, Simon (9F).

Prêmio de Melhor Vídeo de Musical: Diego, Giovanna, Flávia, Carolina, Ingrid, Simon (9F).

Melhor Vídeo de Terror
9F – O Riso
https://youtu.be/73e5sFGZb-0

Prêmio de Melhor Vídeo de Terror: Bianca, Carolina K., Eduarda, Débora, Carolina H., Gabriela (9F).

Prêmio de Melhor Vídeo de Terror: Bianca, Carolina K., Eduarda, Débora, Carolina H., Gabriela (9F).

Melhor Ator
9B – Dante Henryco di Fiori

Prêmio de Melhor Ator: Dante Henryco di Fiori (9B).

Prêmio de Melhor Ator: Dante Henryco di Fiori (9B).

Melhor Atriz (empate)
9H – Emanuela Padiglioni Rossini
9F – Carolina Mayumi Kunyi

Melhor Sonoplastia
9F – À Flor da Pele

Melhor Edição
9B – AMI-Serviços Secretos 

Melhor Locação
9D – A Casa da Perfeição
https://www.youtube.com/watch?v=1Yc34BDAaEg

Prêmio de Melhor Locação: Esther, Gabriela, Maria Clara, Lissa, Luíza, Rafaella, Joyce (9D).

Prêmio de Melhor Locação: Esther, Gabriela, Maria Clara, Lissa, Luíza, Rafaella, Joyce (9D).

Melhor Roteiro
9D – De novo 

Melhor Figurino
9E – Hellschool

Prêmio de Melhor Figurino: Giulia, Lucas, Julia, Carolina, Gabriela, Eduarda (9E).

Prêmio de Melhor Figurino: Giulia, Lucas, Julia, Carolina, Gabriela, Eduarda (9E).

Bate-papo com o autor do livro “Ifá, o Adivinho”

ArquivoExibir

A equipe de Artes do Colégio Bandeirantes convida pais, alunos dos 7.os anos e outros convidados a participarem de um Bate-Papo com Reginaldo Prandi, autor do livro “Ifá o Adivinho”, lido pelos alunos no primeiro bimestre nesta sexta-feira, dia 15/05.

O evento complementa uma série de atividades desenvolvidas com os alunos e oferece a oportunidade do contato direto com este importante autor, professor do departamento de Sociologia da USP e cuja obra tem sido lida no Brasil e na Europa.

Para participar, é necessário enviar um e-mail para paula.moraes@colband.com.br informando o número total de participantes. Os livros poderão ser levados para receberem um autógrafo do autor. Vagas limitadas!

HORÁRIO e LOCAL
Dia 15/05
SEXTA-FEIRA, das 19h às 21h (previsão)
Colégio Bandeirantes, Sala A31

Evento no museu AfroBrasil

O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, convida para o lançamento do livro “África em Artes”. O evento contará com uma palestra dos autores, os pesquisadores Renato Araújo da Silva e Juliana da Silva Bevilacqua, sobre o tema da publicação.

Distribuição gratuita do livro aos participantes da palestra. Inscrição 20 minutos antes do evento.

África em Artes

HORÁRIO e LOCAL

Sábado, 11 de abril, às 11h.
Teatro Ruth de Souza

Museu Afro Brasil – Parque Ibirapuera – Portão 10
Link: www.museuafrobrasil.org.br

Cor e Estrutura – Pinturas, desenhos e colagens de Renata Tassinari

Até domingo 29/03, O Instituto Tomie Ohtake, com curadoria de Tassia Palhares, reúne cerca de 50 trabalhos de Renata Tassinari datados desde meados dos anos 80 até 2013. As obras apresentam a trajetória da artista paulista com procedimento de colagem como fio condutor na formação de sua poética.

imagem

Seguindo a característica da pintura da geração de 80, no início de sua carreira, Renata misturava elementos figurativos à gestualidade. Ao abandonar estes elementos a artista deu lugar a uma ampla pesquisa de cor, sendo até hoje marca de seus trabalhos. Utiliza elementos na superfície da tela, como lixas, madeiras, borracha, papelão e chumbo para a criação de diversas relações entre a cor e o suporte.

HORÁRIOS E LOCAL

06/02/2015 a 29/03/2015 – Entrada gratuita

TERÇA A DOMINGO das 11h às 20h.

Instituto Tomie Ohtake –  Avenida Faria Lima, 201

Link: http://www.institutotomieohtake.org.br/programacao/exposicoes/cor-e-estrutura/

Saguão do Castelo Rá-Tim-Bum reabre ao público no MIS

exposicao-castelo-ra-tim-bum-07152014-77-original

Entre os dias 12 de fevereiro e 5 de abril, o MIS (Museu da Imagem e do Som) reabre ao público o Saguão do Castelo Rá-Tim-Bum, ambiente que recriou o quarto do Nino e a árvore da Cobra Celeste.

A exposição, que aconteceu no museu em comemoração aos 20 anos do programa, marco infanto-juvenil da TV brasileira, aconteceu entre julho de 2014 e janeiro de 2015 e recebeu por volta de 410 mil pessoas, recorde absoluto de visitação no espaço.

HORÁRIOS e LOCAL

12/02/15 a 05/04/15 – R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia) – Terças-feiras: entrada gratuita
TERÇAS a SEXTAS das 12h às 21h
SÁBADOS das 10h às 21h
DOMINGOS e FERIADOS das 11h às 20h
MIS – Av. Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo – (11) 55 2117-4777
Link: http://www.mis-sp.org.br/icox/icox.php?mdl=mis&op=programacao_interna&id_event=1808

Exposição Eu Lago Sou – Mário Lago um Homem do Século XX – Memória em Movimento

e-convite-final-mario-lago_mube2015Até o dia 22 de março a vida e a obra do ator, autor, compositor e militante político Mário Lago poderá ser vista no MuBE (Museu Brasileiro da Escultura), em São Paulo. A exposição mostrará para as diversas gerações como o artista influenciou e se deixou influenciar pela sociedade em que viveu – a qual chamava de “moldura do meu quadro”, além de firmar a sua memória como um patrimônio atemporal.

Apesar de ter sido carioca da Lapa, Mário Lago tinha uma relação emocional com São Paulo. Desde a infância, quando acompanhava o pai, maestro, em turnês pela cidade, até as passagens pelas rádios Bandeirantes e Panamericana, da qual foi um dos fundadores.

A exposição conta com diversos registros audiovisuais de seus trabalhos no cinema e na televisão, da militância e sua vida pessoal como o depoimento do ator Lima Duarte falando sobre o início da carreira e a amizade entre eles.

Também é possível ouvir textos inéditos e novas parcerias, como 10 poemas seus musicados por artistas contemporâneos.

HORÁRIOS e LOCAL

26/02/15 a 22/03/15 – Entrada gratuita
TERÇA a DOMINGO das 10h às 19h
MUBE – Av. Europa, 218, Jardins, São Paulo – (11) 2594-2601
Link: http://mube.art.br/expos/eu-lago-sou/

No dia 6 de março de 2015 (sexta-feira), excepcionalmente, a exposição estará aberta no horário de 10h às 18h.