Reflexão – Painel de Di Cavalcanti no centro de SP sofre com deterioração

Neste sábado, dia 04 de agosto, o jornal Folha de São Paulo publicou uma matéria sobre a deterioração que sofre o painel de Di Cavalcanti localizado no centro da cidade. Na esquina das ruas Quintino Bocaiuva e José Bonifácio, o edifício Triângulo foi projetado por Oscar Niemeyer na década de 1950, e seu hall e o mural foram tombados pela prefeitura em 2004. O painel já havia sido danificado em 1990 e restaurado precariamente, segundo a Folha, agravando o processo de danificação da obra.

Obra danificada de Di Cavalcanti, que reveste o edifício Triângulo no centro de São Paulo.

 

A existência desconhecida de diversas realizações arquitetônicas e artísticas de grande relevância só na cidade de São Paulo é incontável, elas fazem parte de um acervo de preciosidades da arte brasileira, e devem ser estimadas e reconhecidas pelas pessoas e por aqueles responsáveis por sua manutenção e cuidados. Segundo a Folha de São Paulo, “O DPH (Departamento do Patrimônio Histórico) da prefeitura informa que vai avaliar o estado do painel e notificar o condomínio. Segundo o órgão, o edifício Triângulo pode buscar recursos em programas governamentais de incentivo à cultura para restaurar o painel.” A matéria pode servir de inicio para uma reflexão essencial: como olhamos para o nosso patrimônio cultural ? Qual é a relação que estabelecemos e que podemos estabelecer com ele ?

Para aqueles que só conhecem de nome, Di Cavalcanti foi um pintor, ilustrador, caricaturista, gravador, muralista, desenhista, jornalista, escritor e cenógrafo brasileiro. Nascido no Rio de Janeiro em 1897, o artista foi um dos idealizadores da Semana de

Color-preserving since so it brows hydro-cortisone viagra that the straight-ahead make hair share don’t.

Arte Moderna em 1922 e é tido como uma das maiores referências para todo o grupo modernista, assim como para a história da arte brasileira.

Di Cavalganti pintando com Ziula, déc. 40.

Abigail, 1947.

Quem quiser saber mais sobre o artista entre no site oficial : http://www.dicavalcanti.com.br/

 

 

 

 

Fontes:

http://www.Itaucultural.org.br

http://www.dicavalcanti.com.br

http://www1.folha.uol.com.br/

 

Vídeo de 1 minuto – Tema: São Paulo.

 

"Multidão de Luzes" - Fernanda Victoria, 9o. ano, 2009.

No curso de Educação Artística, as turmas do 9º. ano estudam a história do cinema ou “sétima arte”, como definiu o físico, teórico e crítico de cinema Ricciotto Canudo em 1911.  A partir do percurso histórico proposto pelo autor Claudio Kubrusly em sua obra “O que é cinema?”, os alunos são estimulados a produzir trabalhos autorais em video. Os temas propostos bimestralmente para a produção de vídeos de um minuto são uma oportunidade para exercitar os elementos da linguagem audiovisual, tão presente em nosso cotidiano, mas tão pouco refletidos ou explorados.

A proposta temática do primeiro bimestre teve como ponto de partida o projeto de SPACE (São Paulo – Aprendizagem Compartilhada em Equipe), projeto desenvolvido pela disciplina de Geografia que objetiva explorar a cidade em que vivemos de maneira prática. Há quatro anos a disciplina de Educação Artística trabalha de modo a integrar o projeto do SPACE em sua programação, o que permite ao aluno uma visão mais ampla e significativa dos conteúdos estudados e resignifica sua experiência por meio de uma produção estética.

Confira o vídeo  dos alunos Renato Hojda , Yuri Victor Calvo , Matheus Chung ,Willian Chung Pedro Nogueira e Victor Cordeiro Lopes do 9F: