Arte em coletivo

Alunos do 7.o ano, sob a mentoria do professor de artes, Pedro Leão realizaram uma intervenção artística no Colégio durante o horário de aula. Com a proposta de realizar uma atividade baseada no coletivo, os estudantes do 7E fizeram uma caminhada pelo Band.

IMG_7948 A ação fez parte de um projeto trabalhado em todos os 7.os sobre comunidades indígenas e a vivência em coletividade. Os alunos tinham, então, que pensar e executar uma atividade que focasse no coletivo que, no caso, era a sala de aula. Diante de tal proposta, Mariana Harada, do 7.o E sugeriu a realização de uma festa e um desfile da sala. “Eu achei uma ideia muito interessante e a classe gostou muito, então a gente decidiu fazer”, contou Leão.

IMG_7946Assim, no dia em que seria a avaliação dos projetos, a sala se reuniu no HUB para uma festa em que cada aluno trouxe uma contribuição e depois organizaram a saída, todos juntos. Com os rostos pintados e com um som baixo (para também não incomodar os outros estudantes que estavam em aula), a turma circulou pelo pátio e salas do Colégio. Coordenados pelo professor, em alguns momentos eles paravam e gritavam “7E” e continuavam caminhando.
IMG_7943_1

“A gente gostou bastante do resultado, apesar de ter criado uma dificuldade para planejar, já que foi na aula que seria de avaliação”, afirmou Pedro. “ É bom para eles perceberem que, se eles tiverem uma boa ideia, bem desenvolvida e apresentada como projeto, eu, professor, tenho capacidade de modificar a minha aula para encaixar o plano deles”, completou.

Vivendo do Mar – Durvile Cavalcanti no MIS

A série Vivendo do Mar, de Durvile
Cavalcanti, será exibida a partir do dia 11 de junho na terceira mostra do projeto Nova Fotografia 2015.

A mostra retrata a costa brasileira e seus pequenos vilarejos de pescadores, evidenciando o cenário da prática artesanal da pesca que, cada vez mais, vem se tornando rara por conta da pesca industrial e degradação ambiental.

As fotografias trazem a oportunidade de um respiro, uma quebra do mundo tecnológico que estamos imersos. Um silêncio que pequenos redutos de pescadores ainda guardam junto de uma cultura imemorial, apenas percebendo os lugares e nos sensibilizando com eles.

Durvile Cavalcanti nasceu no Amapá e é formado em arquitetura e design gráfico pela Belas Artes de São Paulo e é um fotógrafo autoditada. Já expôs trabalhos em diversas galerias, conquistando prêmios como o da Mostra de Arte no British Council (SP).

O festival Nova Fotografia é um projeto anual do MIS criado em 2011. Busca criar um espaço permanente para exposição de fotografias de artistas promissores que se distinguem pela qualidade e inovação do seu trabalho. A cada ano, seis séries de imagens são escolhidas por meio de convocatória e expostas no Museu.

HORÁRIOS e LOCALvivendo-do-mar-2-de-durvile-cavalcanti

12/06 a 26/06/15 – entrada gratúita
TERÇAS a SÁBADOS das 12h às 20h
DOMINGOS e FERIADOS das 11h às 19h
Classificação: livre
Espaço Nicho
MIS – Av. Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo – (11) 55 2117-4777