Curso Atividades Criativas: Parceria Bandeirantes – MAM

logo

O Colégio Bandeirantes, em parceria com o MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo – oferece para nossos alunos do Ensino Fundamental e para instituições parceiras, semanalmente, Atividades Criativas no ateliê do museu.

Atividades Criativas

O Museu de Arte Moderna de São Paulo, situado na marquise do Parque Ibirapuera, abriga uma das mais importantes coleções de arte contemporânea do Brasil. Atualmente, destaca-se no panorama cultural da cidade, apresentando uma programação de cursos e exposições de nível internacional. As Atividades Criativas integram a programação de Cursos e Práticas Artísticas e Acessibilidade do Educativomam – PROGRAMA IGUAL DIFERENTE. A questão da acessibilidade é fator determinante para participar desta proposta, que garante acesso livre para todos que desejam entrar em contato com a arte, independentemente de sua condição física ou social. O intuito da Área de Acessibilidade do MAM é proporcionar um espaço sem barreiras, sejam elas físicas, sensoriais ou intelectuais. Compartilhando dos mesmos ideais de integração e acessibilidade, a parceria inédita entre o Educativomam e o Colégio Bandeirantes visa acolher crianças com ou sem necessidades especiais, com experiência ou iniciantes em arte, para compor nossos grupos de alunos. Desde sua implementação, em 2010, os Cursos e Práticas Artísticas e Acessibilidade do Educativomam – PROGRAMA IGUAL DIFERENTE já atenderam mais de 2.800 participantes em seus cursos de arte.

A proposta do curso Atividades Criativas integra a prática de técnicas de pintura, desenho, colagem e construção tridimensional, além de reflexões sobre a produção artística contemporânea que compõe as exposições em cartaz no MAM.

Oferecemos dez vagas para alunos do Ensino Fundamental do Colégio Bandeirantes, dez vagas para os alunos da Rede Pública de Ensino e cinco vagas para crianças da ONG VIDAS (saiba mais pelo site: http://www.vidas.org.br).

O curso, inteiramente gratuito, inclui os materiais utilizados em cada aula e certificado de conclusão.

Clique aqui para ver mais informações e fazer sua inscrição.

Inscreva-se no Curso de Xilogravura

xilo

O Colégio Bandeirantes, em parceria com o Museu Lasar Segall, oferece o Curso de Introdução à Xilogravura, gratuitamente, para os alunos do Ensino Médio.

O curso de introdução à xilogravura é uma proposta de vivência de ateliê coletivo, integrando o estudo da técnica e da história dos processos de gravação, dedicando-se especialmente à obra gráfica de Lasar Segall em diálogo com a arte brasileira.

Clique aqui para ver mais informações e fazer sua inscrição.

Sustentabilidade, arte e ciência: tema de exposição no Memorial

O Memorial da América Latina traz ao Brasil exposição de origem alemã inédita que tem como  temática a finitude das reservas de energia, a mudança climática iminente e a diminuição da biodiversidade no planeta. A mostra que chega à Galeria Marta Traba propõe um “grito” de conscientização à humanidade, sobretudo após os pífios resultados da Rio+20, e defende que a sustentabilidade, em sentido mais abrangente, deve incluir artes e ciências.

untitled

A exposição “Exemplos a seguir! Expedições em estética e sustentabilidade”, que chega ao Memorial no dia 22 de fevereiro, traz ao público algumas alternativas para inibir a evolução predativa que observamos atualmente, construindo possíveis soluções e estimulando novos projetos, a fim de expandir a dimensão cultural e estética da ecologia para o foco de nossos sentidos. O proposito da mostra é estabelacer uma conexão entre as artes, a ciência e a sustentabilidade.

A curadora Adrienne Goehler selecionou artistas que dissolvem as fronteiras entre o ativismo, arte e invenções conectando as experiências de iniciativas ambientais com a sua própria abordagem artística. Uma série de trabalhos em vídeo, fotografias, performances e instalações relacionadas com a dimensão cultural da sustentabilidade serão apresentados nesta exposição.

“Exemplos a seguir! Expedições em estética e sustentabilidade”, já esteve em cartaz em diversos países, como na Alemanha, onde foi inaugurada em 2010, em Mumbai (Índia), seguido de Addis Abeba (Etiópia) e Pequim (China). A mostra foi premiada em 2010 com o Prêmio Especial de Mídia da Deutsche Umwelthilfe, e recebeu um prêmio como um projeto de Werkstatt N do Rat für nachhaltige Entwicklung (Conselho para o Desenvolvimento Sustentável).

Fazem parte da exposição os seguintes artistas internacionais: Ravi Agarwal (IND), Jennifer Allora & Guillermo Calzadilla (US | CU), Néle Azevedo (BR), Joseph Beuys (GER), Richard Box (GB), Gerhard Bär (GER), Ines Doujak (A), Olafur Eliasson (DK), Galerie für Landschaftskunst (GER), Dionisio González (E), , Hermann Josef Hack (GER), Henrik Håkansson (S), Folke Köbberling & Martin Kaltwasser (GER), , Christian Kuhtz (GER), Jae Rhim Lee (KR | US), Till Leeser (GER), Sarah Lewison (US), Marlen Liebau | Marc Lingk (GER), Rudolf zur Lippe (GER), Ma Yongfeng (CHN), Petra Maitz (A), Renzo Martens (NL), Ayumi Matsuzaka (JP), Gerd Niemöller (GER), , Dan Peterman (US), , Clement Price-Thomas (US), Dodi Reifenberg (IL | GER), Gustavo Romano (AR), Michael Saup (GER), Ursula Schulz-Dornburg (GER), Dina Shenhav (IL), David Smithson (US), Robert Smithson (US), Superflex (DK), The Yes Men (US), Wang Jiuliang (CHN), Xing Danwen (CHN), Yang Shaobin (CHN), Zwischenbericht (GER). Do Brasil foram convidados Marlene Almeida, Sonia Guggisberg, James Kudo, Shirley Paes-Leme e José De Quadros.

4

Tereza de Arruda, curadora para o Brasil, vive e trabalha em Berlim como historiadora de arte e curadora independente. Curadora entre outras das mostras India Side by Side (Centro Cultural Banco do Brasil e SESC São Paulo); Sigmar Polke: Realismo Capitalista e outras histórias ilustradas (Museu de Arte de São Paulo); O grande Mundo: Arte Recente da China (Chicago Cultural Center); co-curadora das Bienais de Havana e Vento Sul/Curitiba.

5

 

Exposição: “Exemplos a Seguir! Expedições em estética e sustentabilidade” Mostra coletiva.

Curadoria: Adrienne Goehler e Tereza de Arruda

Abertura: 21 de fevereiro 2013 – às 19h.

Duração: 22 de fevereiro a 7 de abril de 2013

Local: Galeria Marta Traba, Memorial da América Latina

Entrada Franca

Vija como chegar no site: http://www.memorial.org.br/visite-o-memorial/

 

Show Pequeno Cidadão

Show Pequeno Cidadão, dia 23 de fevereiro de 2013.

untitled

Tudo começou em 2008, quando 4 pais amigos e músicos (Antonio Pinto, Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra e Taciana Barros) resolveram gravar com seus filhos. Foram

Squeeze Overall there formula, product for http://www.geneticfairness.org/ and product Francisco and I hair RiteAid weeks every.

2 anos e meio de estrada, com muita alegria e muito aprendizado, passando por várias cidades do Brasil. Agora as crianças estão bem mais íntimas com o palco, e os pais ainda mais mergulhados nesse universo.

Compre seu ingresso aqui: http://bit.ly/PequenoCidadaoAI

Veja a programação completa do Auditório Ibirapuera no site: http://www.auditorioibirapuera.com.br/

 

John Heartfield: fotomontagens

John Heartfield: fotomontagens
24/11/2012 a 24/02/2013
JohnHeartfield_banner
O Museu Lasar Segall (Ibram-MinC) apresenta, pela primeira vez no Brasil, 50 fotomontagens produzidas pelo fotógrafo alemão John Heartfield (1891-1968) para a revista AIZ (Arbeiter-Illustrierte Zeitung – Revista Ilustrada do Trabalhador), pertencentes ao acervo do Instituto Valenciano de Arte Moderna (IVAM). Trata-se de uma parceria com o Instituto Valenciano e com os Museus Castro Maya do Rio de Janeiro, onde está prevista uma itinerância em 2013.
Todas as obras apresentadas nesta exposição são originais da revista AIZ – que, em 1936, passou a se chamar VI (Volks Illustrierte – Revista Ilustrada do Povo) – e foram produzidas pela técnica de rotogravura e tipografia. O artista realizou, entre 1930 e 1938, 237 fotomontagens para essa revista.
Com circulação semanal de aproximadamente 500 mil exemplares, entre os anos de 1930-1938, AIZ foi publicada pela editora Malik, fundada em 1917 por Heartfield e seu irmão Wieland Herzfeld. A primeira publicação da editora foi o jornal Neue Jugend (Nova Juventude), onde colaborou também George Grosz, com quem Heartfield desenvolveu em parceria inúmeros trabalhos.
John Heartfield nasceu em 19 de junho de 1891, em Berlim, com o nome de Helmut Herzfeld. Adotou, em 1916, o nome John Heartfield em protesto contra as atitudes xenófobas da sociedade alemã em relação à Inglaterra. Iniciou seus estudos de pintura com Herman Bouffier e, em 1912, ingressou na Escola de Artes e Ofícios de Munique e, em 1913, na Escola de Arte e Ofícios de Berlim – Charlottenburg.
Em 1933 e com a ascensão do regime nazista, Heartfield foi para Praga tendo sido extraditado de volta para a Alemanha, em 1938. Viajou para Londres, onde expôs seus trabalhos e, a partir de 1939, fixou residência até 1950, colaborando com várias editoras. Regressou após a Segunda Guerra Mundial para a República Democrática Alemã, realizando, entre outros projetos, desenhos gráficos e cenários para o Berliner Ensemble de Bertolt Brecht.
Heartfield é apontado como um dos líderes mais ativos do grupo Dadá em Berlim. Fotógrafo, designer gráfico, cenógrafo e promotor cultural, é considerado o fundador da fotomontagem política. Artista profundamente engajado na realidade social, foi figura determinante das vanguardas históricas, influenciado por Goya e Daumier e pelas propostas das colagens cubistas de Picasso e Braque.
12332511
De 24 de novembro de 2012 a 24 de fevereiro de 2012.
Diariamente das 11h00 às 19h00 Fechado às terças-feiras
Veja toda a programação do museu pelo site: http://www.museusegall.org.br/index.asp
Mapa de localização:
museu_mapa

Cine Segall

Um evento feliz

13727005

Direção: Rémi Bezançon

Horário: 17h00

Elenco: Louise Bourgoin, Pio Marmai, Josiane Balasko

Sinopse: A doutora Barbara (Louise Bourgoin) conhece o atraente Nicolas (Pio
Marmaï) na locadora de vídeos onde ele trabalha. Os dois sentem uma forte
atração um pelo outro e iniciam um relacionamento. Arrebatados pela paixão, o
casal recém formado decide ter um filho. Porém, antes mesmo do bebê vir ao
mundo, o romance se desfaz. Barbara fica sozinha e vai ter de se preparar para
ser mãe solteira.

Comédia Romântica | França | 2012 | 107 minutos | 14 anos

Argofilme-argo
Direção: Ben Affleck

Horário: 19h10

Elenco: Bryan Cranston, Bem Affleck, John Goodman, Taylor
Schilling, Kyle Chandler, Alan Arkin
Sinopse: Em 1979, durante crise política
iraniana, Tony Mendez (Bem Affleck), especialista em disfarces, é recrutado pela
CIA para resgatar seis norte-americanos, refugiados na casa do embaixador
canadense em Teerã. Para a missão, Mendez e um maquiador de Hollywood criam um
falso filme para tentar tirá-los do país. Indicado para Melhor Filme no Oscar
2013, e vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme 2013.

DRAMA | EUA |
2012 | 120 min | 16 anos

Veja toda a programação do museu pelo site: http://www.museusegall.org.br/index.asp

Serviços

Atendimento ao público: Tel. 21590400 info@mls.gov.br Café Wi-Fi
Mapa de Localização

museu_mapa

O Centre Pompidou encontra o MAM

mam-684x365

  • :: Circuitos Cruzados: O Centre Pompidou encontra o MAM22 JAN – 31 MAR

A exposição Circuitos Cruzados: o Centre Pompidou encontra o MAM é a reunião de duas coleções relativamente diferentes: a do Centre Pompidou, que cobre todos os estilos artísticos e obras oriundas de diversas culturas – principalmente a ocidental, mas também a asiática, a sul-americana, a africana – e abrange dois séculos; e a coleção do MAM São Paulo que aborda a cena moderna e contemporânea brasileira.

Para esta exposição, foram selecionadas cinco instalações icônicas dos anos 1960-70 que fazem parte da coleção do Centre Pompidou, a maioria funcionando em circuito fechado, a tecnologia de vídeo dos sistemas de vigilância contemporâneos. Estas instalações colocam o espectador diante de alguns desafios nos planos sensorial e intelectual.

Cada uma das seis seções que compõem a mostra baseia-se em uma instalação – de Vito Acconci, Peter Campus, Dan Graham, Bruce Nauman e Nam June Paik, além da obra encomendada a Tony Oursler –, e estabelece uma relação com obras contemporâneas da coleção do MAM dos anos 1970 até hoje; todos os campos e suportes são combinados.

Cada seção está cercada por uma nuvem de palavras-chave que funciona como língua comum de intercomunicação entre os trabalhos. A escolha desse sistema para estabelecer conexões entre as coleções permite-nos ampliar o espectro de reflexão e diluir as fronteiras entre as mídias incluídas na exposição. Ao longo do circuito da mostra, o espectador vai encontrar essas palavras inscritas nas paredes, e a partir delas poderá tecer suas próprias redes de relações.

Esta exposição é o resultado de um intenso diálogo entre duas curadoras. Em Paris, Christine Van Assche, curadora-chefe do Centre Pompidou; em São Paulo, Paula Alzugaray, curadora independente e editora. Desde o início dessa dinâmica, há mais de dois anos, vimos a necessidade de promover uma reunião das coleções, reconhecendo suas particularidades, suas afinidades, suas diferenças. A dimensão política de Circuitos Cruzados consiste no diálogo – entre instituições, países, artistas, mídias e gerações – e no compartilhamento de estratégias e políticas culturais.

Christine Van Assche e Paula Alzugaray Curadoras