Ara Güler

Considerado o “Olho de Istambul” ou o “Fotógrafo de Istambul”, Ara Güler é figura central de uma geração de fotógrafos da Turquia, cujas imagens ajudaram a mostrar ao exterior esse extraordinário país. Ele testemunhou grandes mudanças com fotografias de Istambul, Anatólia, pequenas aldeias do país e magníficos sítios arqueológicos, formando um trabalho rico e diversificado que tem como fio condutor o “fator humano”. Suas imagens de Istambul mostram seu profundo amor pela cidade e seus habitantes. A exposição apresentará uma retrospectiva abrangente e inédita no Brasil da obra de Ara Güler, vinda do Centro Fotografevi de Istambul.

SESC Pompéia

12/04 a 01/07.
Terça a sábado, das 10h às 21h. Domingos e feriados, das 10h às 20h.

Livre para todos os públicos. Grátis.

A PAISAGEM BRASILEIRA NO ACERVO DO INSTITUTO MOREIRA SALLES

 

A FAAP e o Instituto Moreira Salles (IMS) apresentam, a partir do dia 1º de abril, a exposição Panoramas: a paisagem brasileira no acervo do Instituto Moreira Salles, que reúne 280 obras, entre fotografias, desenhos e gravuras produzidas entre os anos de 1820 e 1920.

Para os curadores Carlos Martins (consultor de iconografia brasileira do IMS), Sergio Burgi (coordenador de fotografia do IMS) e Julia Kovensky (coordenadora de iconografia do IMS), o objetivo da mostra, ao reunir os acervos fotográfico e iconográfico do Instituto Moreira Salles, é apontar os procedimentos que moldaram a representação da paisagem brasileira no decorrer do século XIX.

O visitante terá oportunidade de apreciar gravuras, desenhos e litografias de artistas viajantes, como os alemães Johann Moritz Rugendas e Carl Friedrich von Martius e o inglês Charles Landseer, entre outros que passaram pelo Brasil. “Empenhados em registrar tudo o que viam, esses artistas deixaram um grande legado em papel: esboços naturalistas, estudos preparatórios, aquarelas e gravuras, que, reproduzidas em larga escala, ilustravam álbuns de suvenir e livros de viagem”, explica Carlos Martins.

Período: De 1º de abril a 17 de junho de 2012

Horário: De terça a sexta, das 10h às 20h.
Sábado, domingo e feriados, das 13h às 17h.
(Fechado às segundas-feiras, inclusive quando feriado)
(De 5 a 8 de abril, o horário de funcionamento da exposição será das 13h às 17h)

Local: Museu de Arte Brasileira – MAB-FAAP
Endereço: Rua Alagoas, 903 – Higienópolis
Telefone: (11) 3662-7198
Agendamento de visitas educativas:
(11) 3662.7200
Entrada gratuita.

Confira outras programações no site:  http://www.faap.br/hotsites/panoramas/

Casa das Rosas

ENCONTRO DE ESCRITORES E ILUSTRADORES
Domingo, 20 de maio, das 16h às 20h.

A Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (AEILIJ), regional São Paulo, em parceria com a Casa das Rosas, realiza esse encontro para discutir assuntos referentes ao universo da literatura infantil e juvenil brasileira. No final, um sarau interativo entre os autores e o público, unindo literatura e ilustração.

16h às 17h30 – Encontro de Autores de LIJ

17h30 às 20h – Sarau: Histórias Mágicas

Foto: Dirceu Rodrigues

Localização

Av. Paulista, 37
De terça-feira a sábado, das 10 às 22 horas;
domingos e feriados, das 10 às 18 horas
Tel.: (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447
E-mail: contato@casadasrosas.org.br.
Convênio com o estacionamento Patropi: Al. Santos, 74.

Encontre-nos também no Facebook e no Twitter!
Confira toda a programação no site: http://www.casadasrosas-sp.org.br/

 

Alberto Giacometti

Coleção da Fondation Alberto et Annette Giacometti, Paris, de 24 de março a 17 de junho de 2012.

Para a exposição foram selecionados cerca de 280 trabalhos, sendo 80 esculturas de tamanhos variados, 40 pinturas, 80 trabalhos sobre papel, 56 fotografias e documentos. Alberto Giacometti (Borgonovo, Suíça, 1901–1966,) é considerado um dos grandes expoentes da arte do século XX e esta mostra configura-se numa oportunidade única para conhecer sua trajetória artística.

A seleção dos trabalhos expostos foi feita por Véronique Wiesinger, curadora e diretora da Fundação Alberto e Annette Giacometti, que procurou apresentar todas as linguagens do percurso artístico de Giacometti ao longo de meio século, com destaque para a influência da escultura africana e da Oceania, que marca o início da sua obra madura.

File:Photograph of Alberto Giacometti by Cartier Bresson.jpg

Saiba mais visitando o Link da Pinacoteca

Obras da Fondazione Giorgio e Isa de Chirico

Período:
22 de março a 20 de maio de 2012

De Chirico: O Sentimento da Arquitetura – Obras da Fondazione Giorgio e Isa de Chirico. Considerada a mais expressiva coleção de obras de Giorgio de Chirico já exposta no país, poderá ser vista no MASP de 22 de março a 20 de maio. A mostra reúne 45 pinturas e onze esculturas produzidas no período chamado neometafísico, entre os anos 60 e 70, além de 66 litografias de 1930, aqui apresentadas juntas pela primeira vez.

DE CHIRICO: O SENTIMENTO DA ARQUITETURA

Saiba mais visitando o Link do MASP

Exposição Fotográfica de German Lorca

O Museu de Arte Moderna de São Paulo abriu no dia 27 de março a mostra German Lorca, fotografias. O fotógrafo explicita sua premissa de explorar o jogo da dúvida entre registro documental e representação deliberada. O artista paulistano, um dos principais fotógrafos brasileiros do século 20, cujo trabalho experimental e inovador no campo da imagem o situa ao lado de nomes como Thomas Farkas e Geraldo de Barros, teve sua obra organizada sob a curadoria de Daniela Maura Ribeiro.

Aeroporto de Congonhas – Passageiros, São Paulo SP , 1960. Matriz – negativo. Coleção do Artista.

Confira maiores informações no link do MAM.

O Band e a Estética

Para quem, ano após ano, flana por corredores, salas de aula, pátios e áreas comuns do Band, é impossível não notar: o Colégio está cada dia mais bonito. E trata-se não de uma beleza meramente contemplativa, mas de um propósito estético que se encaixa com o próprio projeto educativo da instituição. “Trata-se de um grande projeto estético; aprendemos com o tempo: o Colégio precisa ser bonito, respirar arte. E, aos poucos estamos transformando cada ambiente do Bandeirantes”, explica Mauro de Salles Aguiar, diretor-presidente.

Desde o ano passado, por exemplo, o primeiro contato visual do visitante com o Colégio é a obra “A Fuga do Amarelo no Campo Azul”, do artista baiano Emanoel Araújo. Esta, junto com mais uma escultura e uma gravura feita especialmente para o Band, dão boas vindas a alunos, pais e funcionários. “A escolha do Emanoel é proposital. Além de grande amigo nosso ele é um dos maiores artistas brasileiros contemporâneos“, define Mauro.

As reformas anuais dos ambientes do Band também fazem parte desse projeto maior. Sob a direção do arquiteto e ex-aluno João Carlos Cauduro, o centro Administrativo, a Sala dos Professores , dentre outros espaços, vão ganhando nova roupagem. Para 2013, será o quarto andar que passará por uma reforma radical. “Buscamos espaços modernos, arejados, leves e que estejam sintonizados com uma educação moderna; por isso é um trabalho minucioso e sem pressa – não é simples, sobretudo quando pensamos nas bibliotecas e laboratórios”, acredita Mauro Aguiar.

Segundo ele, as experiências em escolas européias, americanas, além das brasileiras Santa Cruz e Porto Seguro, são as principais inspirações para as transformações estéticas que acontecem no Colégio. “Em breve, uma incrível inovação, que envolve arte e tecnologia, vai enriquecer a experiência daqueles que caminharem pelo pátio”, adianta o diretor, deixando todos muito curiosos.